Header Ads

História da cidade de Manaus

A história de Manaus tem suas origens voltadas à 1669. Na época das grandes explorações de países da Europa, começou a corrida por conquistas de novas terras. Em 1540, Francisco de Orellana, vindo do Peru, pretendia chegar a Espanha.
Ele descobriu um grande rio em sua viagem e o batizou de Rio Orellana. Ao ser atacado, na Foz do Rio Nhamundá, por uma tribo indígena de mulheres guerreiras, passou a chamá-lo de Rio Amazonas, em referência as amazonas gregas, também mulheres guerreiras. Antes de Orellana navegar por este rio, ele recebia o nome indígena de Amaru Mayu, ou "A Serpente Mãe do Mundo".
Relatos realizados pela expedição de Orellana, sobre a riqueza encontrada em áreas florestais e abundância de água, despertou interesse de portugueses, espanhóis, holandeses, ingleses e franceses. Por volta de 1600, começaram, portanto, as investidas européias pela região.
Os portugueses tentam defender suas conquistas em terras amazônicas e, partindo de Pernambuco, atingiram a região do Amazonas por volta de 1616, lutando contra os franceses que haviam invadido o litoral do Maranhão.
Nesta mesma época, surge Belém, hoje capital do Pará, tendo como princípio o Forte do Presépio, também construído pelos portugueses para proteção do território contra invasões européias. Toda a região Amazônica era comandada a partir de Belém, região conhecida como Grão-Pará. Devido a abrangência do local, uma área enorme, ficou impossível atender a população da área e manter a paz com os Índios, somente por meio do Pará.
Para combater, explorar e garantir o domínio português na região, foi criado em 1669 o Forte São José da Barra, na região hoje dominada pelo Amazonas. Em torno desse forte, nasceu o arraial que deu origem à Manaus. Em 3 de março de 1755, criou-se então a Capitania de São José do Rio Negro para atender as dificuldades e garantir a dominação portuguesa.
Tecnologia do Blogger.