Header Ads

Prostituta é morta no ponto no Boqueirão

Do parana-online
24/07/2010
Átila Alberti
Polaca” correu ferida e deixou rastro de sangue.

Uma garota de programa foi morta, por volta das 3h30 de ontem, na Rua Sargento Antônio Putrique, Boqueirão, Moradores próximos ouviram um tiro e um grito, mas não se importaram, pois esses sons são rotina na região, frequentada por drogados, prostitutas e travestis.

Duas horas depois, uma mulher, de aproximadamente 30 anos, conhecida como “Polaca” ou “Ana”, foi encontrada morta. Ela estava caída na frente de uma residência e, na rua, havia um rastro de sangue de mais de 30 metros.
Segundo o soldado Valmenir, do 20.º Batalhão da Polícia Militar, os moradores disseram que a moça era vista pelas esquinas do bairro. “Ela era garota de programa. Possivelmente foi ferida e tentou correr”, comentou o policial. “Polaca” trajava calça jeans, blusa rosa, bota de salto alto marrom.

Vizinhança

Uma moradora, que não quis se identificar, disse que à noite e de madrugada, muitas mulheres e travestis se prostituem na região. “Elas fazem as necessidades na frente das residências. O fluxo de veículos não para. Uma vez, passou o carro de uma empresa, anotei a placa e liguei, no outro dia, contando que o motorista estava fazendo programa com um travesti na frente da minha casa com o carro da empresa”, contou a mulher.
Tecnologia do Blogger.