Breaking

17.11.10

Encontro reúne empresários para discutir formas de evitar a exploração sexual infantil na Copa

Da Agência Brasil 17/11/2010

Rio de Janeiro - Para conscientizar empresários, principalmente do setor turístico, sobre a importância da prevenção e do combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, o Ministério do Turismo está promovendo em todas as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 uma oficina para a discussão de ideias e ações contra a exploração sexual de menores durante e depois do evento.

A oficina, que faz parte do Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), aconteceu hoje (17) no Rio. Segundo a coordenadora-geral do programa, Elizabeth Bahia, a intenção é fazer com que os empresários se unam para desenvolver um plano de ações e formem uma rede de enfrentamento.

“Os empresários vão ver quais são as vulnerabilidades de sua cidade, onde tem mais ponto, como podem interagir e trabalhar juntos. Por exemplo, em uma rua de Copacabana tem 5 hotéis, 10 bares, três pontos de táxi. Tudo isso é turismo. Se eles trabalharem juntos, vamos diminuir os casos de exploração sexual de crianças”, disse a coordenadora.

Ainda de acordo com Elizabeth, se um empresário ou cliente presenciar algum tipo de exploração sexual de menores, o melhor caminho é a denúncia pelo Disque 100. Atualmente, o serviço recebe cerca de 90 denúncias diárias. Em 2003, apenas 12 denúncias chegavam por dia.

A executiva de relacionamento da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, no Rio de Janeiro (Abrasel), Vera Peixoto, informou que os empresários cariocas já iniciaram um trabalho de conscientização, evitando assim que seus estabelecimentos sejam conhecidos como ponto de exploração sexual.

“Até pouco tempo, nós tínhamos alguns restaurantes na orla na zona sul do Rio, local que é sempre o foco dos turistas, como ponto de referência [de exploração sexual]. Hoje não se vê mais isso, por conta do início da conscientização. Não cabe mais sermos conhecidos como um país da exploração sexual e da prostituição”, disse Vera.

O Rio é a sétima cidade a receber a oficina. Além das doze cidades-sede, João Pessoa também vai receber o encontro. Por ser muito próxima a Recife e Natal, ela é considerada uma cidade-dormitório. Na semana que vem, a oficina estará em Natal, Porto Alegre e São Paulo.