11.11.10

Prefeitura de Manaus intensifica combate ao câncer

Extraido de: Prefeitura Municipal de Manaus

10/11/2010


A Prefeitura de Manaus deu início, nesta terça-feira (9), à campanha de combate e controle do câncer de colo de útero e de mama, com ações que serão desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), com o objetivo de orientar a população sobre as medidas preventivas que devem ser adotadas. A campanha ocorre em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Câncer (27) e vai até o dia 4 de dezembro. Um dos focos é o incentivo à realização dos exames Papanicolaou e de mamas, por mulheres na faixa etária de risco – 25 a 59 anos.

A programação teve início com a realização do 1º Seminário Municipal de Prevenção e Controle do Câncer de Colo de Útero e de Mama, destinado a cerca de 200 profissionais da rede básica de saúde. O seminário técnico acontece até esta quarta-feira (10), no auditório Belarmino Lins, da Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas.

O secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato, explica que uma das propostas do seminário é orientar os profissionais da atenção básica (médicos clínicos e enfermeiros) para identificação das lesões precursoras do câncer de colo de útero, por meio do exame Papanicolaou (preventivo), e tratamento destes agravos. “Ao atualizar o conhecimento das equipes poderemos ampliar, nesta campanha, a coleta de preventivo nas unidades de saúde, a fim de que possamos, em um esforço conjunto, alcançar a meta de realizar cerca de 75 mil exames na população feminina na faixa de risco, neste ano”, frisa Deodato. Em 2009, foram realizados 63.756 preventivos, na rede municipal, em mulheres com idade entre 25 e 59 anos. Neste ano, quase 36 mil testes deste tipo foram realizados até julho.

No evento, os profissionais também serão orientados a reforçar, na rotina de atendimento ambulatorial das unidades, a realização do exame clínico das mamas que, inclusive, será intensificado durante a campanha. “A orientação do Ministério da Saúde (MS) é que os municípios adotem o exame clínico das mamas como medida preventiva contra o câncer. Nas pacientes com idade acima de 40 anos, em que forem detectados os sinais da doença, o médico deverá requisitar a mamografia”, esclarece.

A palestra de abertura do seminário foi ministrada pela médica Ana Ramalho, chefe da Divisão de Ações de Detecção Precoce do Instituto Nacional do Câncer (Inca), do Rio de Janeiro – instituição vinculada ao MS e considerada referência no tratamento da doença. A especialista falou sobre as políticas nacionais de combate e controle destes tumores e sobre as recomendações do Inca para o controle do câncer de mama. Abordou, ainda, a necessidade de avaliação constante da rede pública de saúde quanto aos fatores que determinam os índices de mortalidade feminina por câncer: monitoramento da qualidade no diagnóstico precoce, tratamento e gestão.

Na avaliação da especialista, a Semsa atua positivamente no sentido de incentivar a busca pelos serviços de saúde que permitem o diagnóstico precoce. “Especialmente em Manaus, estas ações estratégicas são de muita relevância, já que 70% da população do Amazonas reside na capital e no seu entorno. Então, toda medida aplicada de forma eficaz refletirá em resultados positivos para o Estado”, salienta.



Nesta quarta-feira (10), entram na lista de palestras assuntos como “Câncer de Mama – Prevenção e Diagnóstico Precoce”, “Resultados de Imagem – Como Avaliar”, “Rastreamento do Câncer de Colo de Útero e Mama: Possibilidades e Desafios”, entre outros. Entre os expositores do dia está o especialista Manoel de Jesus Pinheiro, da Fundação Centro de Controle de Oncologia (FCecon) que falará sobre “Anticoncepção x Reposição Hormonal – Mito ou Realidade”. As relações entre tabagismo e câncer também serão abordadas pela coordenadora do Programa de Controle do Tabagismo da Semsa, Marlene Lessa. A programação tem início às 8h10 e prossegue até 17h.



Coleta



Entre os dias 11 de novembro e 4 de dezembro, a Semsa irá intensificar a coleta de preventivos em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), Policlínicas e algumas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) que já mantem a coleta na rotina ambulatorial. Também será disponibilizado, para as pacientes, o exame clínico de mamas.

De acordo com a chefe do setor de Saúde da Mulher da Semsa, enfermeira Sonja Girão, entre segunda-feira e sexta-feira, os horários de atendimentos serão organizados de acordo com a rotina ambulatorial de cada unidade de saúde. A população feminina deverá procurar a unidade mais próxima de casa para fazer o agendamento da coleta e para receber as orientações necessárias à realização do exame. As UBS e Policlínicas do município também farão a coleta entre 8h e 12h, dos seguintes sábados: 13 e 27 de novembro e 4 de dezembro. Os resultados dos exames de Papanicolau serão entregues após 30 dias e as pacientes serão encaminhadas ao atendimento ambulatorial. Em relação ao exame clínico das mamas, caso sejam observadas alterações nos seios, as pacientes serão encaminhadas para consultas médicas e mamografias.

Share this