Violência e tráfico de mulheres em pauta na Sala da Mulher - Dartanhã

Breaking News

test banner

Breaking

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

10.11.10

Violência e tráfico de mulheres em pauta na Sala da Mulher

Extraido de: Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso


Superintendente Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, Ana Emília, pede parceria da coordenadora Dilair Savi para as causas da instituição


DÉBORA LEMOS
Assessoria da Sala da Mulher

A coordenadora da Sala da Mulher, Dilair Savi, recebeu a visita da superintendente Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres – SEPM, Ana Emilia Iponema Sotero. A superintendente veio solicitar a coparticipação da Sala da Mulher na realização do I Congresso Internacional – Tráfico e as Mulheres, Enfrentamentos e Desafios, que será realizado no período de 02 a 04 de dezembro em Cuiabá.

Os temas abordados serão o combate ao tráfico de pessoas, exploração sexual de mulheres e também a questão dos “mulas” humanas, que usam o próprio corpo para realizar o tráfico de entorpecentes. A iniciativa irá discutir e viabilizar ações em conjunto com países como a Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai, Equador e Estados Unidos visando coibir tais atos.

A visita também teve como objetivo trocar conhecimentos sobre os trabalhos realizados pelas entidades aqui no Estado. “Vim para uma troca de experiências e estudar a viabilidade de mais parcerias” afirmou a superintendente.

Para a coordenadora Dilair Savi, atitudes como a da Superintendência são importantes para atuar efetivamente no combate e prevenção da violência contra a mulher. “O desafio do poder publico é construir instrumentos eficientes de ação que cheguem ao cotidiano das mulheres. Isto significa que resgatando os direitos das mulheres estaremos protegendo as famílias”, esclareceu.

Ana Emilia destacou que, embora a violência sempre estivesse muito presente no cotidiano das mulheres, desde as formas mais sutis até as mais brutais, o combate e a prevenção apenas recentemente passaram a fazer parte da agenda do poder público no Brasil, por isso a iniciativa de um congresso internacional.

“As vítimas do tráfico de pessoas não podem mais ficar invisíveis. O congresso vai servir para fortalecer as ações públicas e inspirar outros países a protegerem sua população, sobretudo mulheres e crianças, contra a exploração sexual e o tráfico de pessoas”, salientou.

A superintendente esclareceu também, que as ações da SEPM são voltadas para acabar com todas as formas de discriminação contra a mulher. A instituição tem a função de elaborar, coordenar, avaliar e executar ações no âmbito das políticas públicas estaduais voltadas para a mulher, no eixo da garantia de seus direitos.

Mais informações:
Assessoria da Sala da Mulher
3313-6518// 3313-6425 ou 8408-4676
Data:10/11/2010

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Páginas