1.12.10

Augusto Botelho pede aprovação de projeto que proíbe cigarros em qualquer ambiente fechado


O senador Augusto Botelho (sem partido-RR) defendeu em plenário, nesta quarta-feira (1), a aprovação do Projeto de Lei do Senado (PLS) 315/08, de autoria do senador Tião Viana (PT-AC). A proposição modifica a Lei 9.294/96 para tornar mais rígida a proibição do uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbo ou qualquer outro tipo de produto fumígero, derivado ou não do tabaco, em ambiente fechado, público ou privado.

- Precisamos aprovar esse projeto com urgência, pois tenho certeza de que este fato deverá refletir positivamente no cenário internacional, com um posicionamento claro do Senado Federal frente aos interesses econômicos e financeiros da indústria do tabaco - disse.

Citando dados de pesquisa da Fiocruz, Augusto Botelho lembrou que, todos os anos, mais de R$ 300milhões dos custos hospitalares totais do Sistema Único de Saúde (SUS) com hospitalização de pessoas com câncer e doenças cardiovasculares e respiratórias são atribuíveis ao tabagismo.

Augusto Botelho considerou que o Brasil tem necessidade de "fazer uma profunda reflexão" sobre o problema do tabagismo. Em sua avaliação, é vergonhoso o fato de o Brasil ocupar posição de liderança na produção e exportação da matéria-prima utilizada para a fabricação dos cigarros, um produto que, segundo ele, mata um em cada dois de seus consumidores, além de gerar atraso e pobreza.

Em apartes, os senadores Marco Maciel (DEM-PE) e o senador Papaléo Paes (PSDB-AP) parabenizaram Augusto Botelho.

Da Redação / Agência Senado

Share this