23.11.11

Homens são mais homofóbicos que mulheres, aponta pesquisadora


Homens são mais homofóbicos que mulheres, afirmou há pouco a coordenadora de Juventude e Políticas Públicas da Faculdade Latino-Americano de Ciência Sociais, Miriam Abramovay, que realizou duas pesquisas sobre o tema.
De acordo com a pesquisadora, estudo realizado em 2009 apontou que cerca de 45% dos estudantes pesquisados disseram que não gostariam de ter colega de classe homossexual, contra apenas 15% das meninas entrevistadas.
Segundo Miriam, o levantamento mostrou também que quanto mais jovens os alunos, maior o grau de homofobia encontrado. “Esse dado ressalta o quanto é importante o trabalho de combate à homofobia nas escolas”, explicou.
Em pesquisa anterior, 55% dos homens e 40% das mulheres relataram que não queriam ter um vizinho homossexual, enquanto um terço dos entrevistados se mostrou indiferente à questão. “Observamos que, quase sempre, nos levantamentos que fazemos, indiferente quer dizer sim, o que torna esses números muito chocantes”, argumentou.
Miriam Abramovay participa do seminário Plano Nacional de Educação - mobilização nacional por uma educação sem homofobia, promovido pelas Comissões de Legislação Participativa; de Direitos Humanos e Minorias; e de Educação e Cultura. O evento ocorre no Plenário 3.

Share this

0 Comment to "Homens são mais homofóbicos que mulheres, aponta pesquisadora"

Postar um comentário