18.1.12

Cabeleireiro é assassinado com 15 facadas no centro de Macapá

Imagem

O assassinato foi cometido por um homem com quem a vítima vivia um relacionamento amoroso há mais de cinco anos


Até agora familiares e amigos do cabeleireiro Fernando Borges da Silva de 48 anos, assassinado com 15 facadas pelo companheiro, buscam respostas para o que poderia ter motivado o crime. O fato aconteceu por volta das 8h da manhã de ontem (17), no centro de Macapá. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu. O homicídio ocorreu na Avenida Padre Julio Maria Lombard, entre as ruas Leopoldo Machado e Jovino Dinoá, onde ele residia.


O acusado do crime, Rogério Menezes da Silva, que trabalhava como mototaxista clandestino, fugiu de carona em uma motocicleta cor preta de placa NEN 4391.


Fernanda Terremoto, como era conhecida a vítima entre os homossexuais, foi descrita pelos amigos como uma pessoa comunicativa e alegre. Ele era bastante conhecido no bairro por seus serviços de cabeleireiro. Fernando não gostava de trabalhar em salões de beleza. Ele atendia sua clientela a domicílio. Durante o velório, que aconteceu na casa de um dos irmãos da vítima, várias clientes lamentaram a perda daquele que segundo elas, era um excelente profissional. Quando não estava atendendo suas clientes, Fernando trabalhava como diarista.


Era tranquilo e evitava confusões. “Nunca o vi metido em briga ou confusão. Podia falar mal dele, chamar do que quisesse, ele não ligava. Eu trabalho aqui há dez anos e nunca o vi revidar a nenhuma provocação”, comentou um funcionário de um estabelecimento vizinho da casa da vítima que lamentou a morte de Fernando.


Fernando era homossexual assumido. A família não sabe precisar há quanto tempo eles se conheciam.Os dois teriam assumido o relacionamento há cinco anos.


De inicio pareciam se entender. Depois começaram as discussões que se tornou rotineira. Fernando era muito ciumento e Rogério descrito como esquentado.


Uma amiga dos dois comentou que eles brigavam demais. A situação começou a se agravar e ela por inúmeras vezes sugeriu que Fernando desse um fim ao relacionamento,o que nunca aconteceu.


“De tanto ver os dois discutirem, a gente já nem ligava mais. Mas jamais pensamos que um dia uma discussão entre eles terminaria dessa forma”, disse um sobrinho da vítima.
Ontem por volta das 8h, Rogério chegou à frente da casa da vítima e encontrou Fernando. Os dois começaram a discutir. Um sobrinho da vítima viu a discussão, mas como era normal, nem ligou. Em seguida, a família ouviu os gritos de pedido de socorro que vinha da frente da casa. Fernando tentava chegar até a porta da residência todo ensanguentado. Ele mal conseguiu se aproximar da porta, caindo. No corpo, as marcas da crueldade. O homem que ele amava havia lhe ferido com 15 facadas.


O motivo para o crime ainda é desconhecido. Uma das hipóteses poderia estar relacionada aos ciúmes de Fernando. Ele teria descoberto que Rogério estaria vivendo um outro relacionamento amoroso dessa vez com uma mulher que reside na zona norte de Macapá.Fernando teria descoberto o caso através de amigos.


Fernando chegou presentear Rogério com uma motocicleta, teria tomado ela do acusado após descobrir o romance dele.


A vítima teria também ameaçado contar para a mulher sobre o relacionamento amoroso dos dois caso Rogério não terminasse a relação.


A família disse ter conhecimento do relacionamento de Rogério com a tal mulher, mas desconhece a historia de que Fernando ameaçava expor seu caso com o acusado para a mulher. Eles desconhecem outra causa que pudesse ser apontada como o motivo para o acusado cometer tal barbárie.


A polícia procura pista que possam levar até o homem acusado pelo homicídio. Até o fechamento da edição, ele ainda não havia sido encontrado. (Ailton Leite/aGazeta)


Fonte: Amapá Digital


Share this

0 Comment to "Cabeleireiro é assassinado com 15 facadas no centro de Macapá"

Postar um comentário