21.1.12

Vereadora transexual é advertida e "vigiada" pela Câmara Municipal em reality show na Bahia

Divulgação

Dançarina transexual e vereadora de Salvador Leo Kret (PR) é advertida pela corregedoria da Câmara de Salvador por causa de "traquinagens"

Dançarina transexual e vereadora de Salvador Leo Kret (PR) é advertida pela corregedoria da Câmara de Salvador por causa de "traquinagens"

As “traquinagens” na participação de um reality show levaram a dançarina transexual e vereadora de Salvador Leo Kret (PR) a ser advertida pela corregedoria da Câmara Municipal. A partir de agora, a conduta da vereadora, que está confinada em um trio elétrico por até 30 dias, será avaliada pelo corregedor do parlamento soteropolitano, Alcindo da Anunciação (PT).

O reality show do qual a vereadora participa chama-se “O Trio” e vai ao ar na TV Aratu, afiliada do SBT. O programa começou no último domingo (15) e deve durar um mês. O regulamento é o mesmo daquele já conhecido pelo público: os seis participantes enfrentam provas, são votados pelo público e, ao fim, o que “resistir” irá receber um prêmio de R$ 30 mil.

O corregedor da Câmara afirmou ao UOL que já precisou fazer uma advertência à vereadora. Segundo ele, Kret teria se envolvido em um episódio, no segundo dia do programa, que teria levado os vereadores a questionarem a sua conduta no trio.

“Naquele dia, ela puxou a alça do biquíni de uma das participantes. Isso gerou comentários sobre o comportamento dela. Em virtude disso, algumas pessoas me procuraram. Pedi a ela que tivesse equilíbrio, cuidado. Sei que ali é algo artístico, mas ela não pode esquecer que ela é vereadora e tem mandato. Ela é traquina. Espero que não faça nenhuma traquinagem lá dentro, porque isso pode trazer problemas para ela e para o Legislativo”, afirmou o corregedor.

"Certa vez fotografam ela abraçando abertamente outra pessoa, na praia, num clima que, digamos, não era correto para uma pessoa que tem mandato. Me procuraram, mas não tomei nenhuma providência e preferi conversar para que ela tivesse cuidado”, disse Anunciação.

Como a Câmara está em recesso, o corregedor afirmou que, a princípio, não vê problemas na participação da vereadora no programa. Mas disse que, apesar de se tratar do lado artístico da parlamentar, Kret terá que seguir condutas condizentes com o cargo que ocupa.

Por conta das possíveis "traquinagens", o corregedor afirmou que passou a assistir ao programa e pediu a assessores que o reality show seja gravado diariamente para analisar a conduta da vereadora, que pode chegar a responder a um processo por quebra de decoro, caso “apronte” no trio elétrico. “Mas, por enquanto, estou só analisando. Estou na expectativa que não aconteça nada que venha a ferir a imagem de instituição.”

Outro problema apontado por Anunciação é que a vereadora não informou oficialmente sobre sua participação no reality show, e a Câmara volta aos trabalhos no próximo dia 1° de fevereiro.

“Na minha opinião, ela tem que voltar para trabalhar ou comunicar à Mesa Diretora. Caso contrário, terá os descontos no salário. Caso ela informe à mesa --o que acredito que vai ocorrer-- o caso será avaliado. Mas entendo que isso não é justificável. Só se justifica uma ausência com uma viagem para tratar um assunto referente ao parlamento, ou acompanhando algum processo de interesse da população, ou um caso de doença”, advertiu o corregedor.

Quem está lá é a “dançarina”

Dançarina e sensação das eleições municipais em 2008, Leo Kret do Brasil de Souza Santos foi a primeira transexual eleita vereadora na história da capital baiana. Por conta de seu estilo polêmico, ela foi convidada a participar do reality show e não demorou a aceitar.

Sobre a participação no programa, Kret avisou que não quer ter o trabalho de artista confundido com o de parlamentar. “Quem vai participar do programa é a Leo Kret que o povo conhece, a dançarina. Quem duvida da minha seriedade na Câmara vá procurar meus projetos para ver o que eu já fiz. Uma coisa não tem a ver com a outra”, disse a vereadora, em entrevista ao site oficial do programa.

Fonte: UOL Notícias

Share this

0 Comment to "Vereadora transexual é advertida e "vigiada" pela Câmara Municipal em reality show na Bahia"

Postar um comentário