8.8.12

Estudo avalia infecções em portadores do vírus HIV


Juarez Lacerda Fonseca Neto (à direita), autor da pesquisa (Foto: Ricardo Oliveira)
03/08/2012 – A ciência já confirmou que os portadores do vírus HIV têm predisposição a contrair diversas doenças, entre elas as dermatológicas (de pele) que, em algumas circunstâncias, pode causam transtornos emocionais e psicológicos.
Siga a FAPEAM no Twitter e acompanhe também no Facebook
Uma dessas doenças é a onicomicose, uma infecção causada por um fungo que acomete as unhas tanto das mãos quanto dos pés. Pensando em oferecer qualidade de vida aos pacientes acometidos pela doença, o acadêmico do curso de Farmácia da Universidade Nilton Lins, Juarez Lacerda Fonseca Neto, realizou um estudo para avaliar os aspectos clínicos desse tipo de infecção.
A pesquisa intitulada ‘Avaliação dos Aspectos Clínicos e Identificação dos Principais Agentes Etiológicos das Onicomicoses em Pacientes HIV-Positivos ou Portadores de Aids atendidos no Ambulatório de Dermatologia da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas’, foi desenvolvida no período de agosto de 2011 a julho de 2012, na própria Fundação de Medicina Tropical (FMT), por meio do Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paio/FMT) em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM).
As amostras avaliadas apresentaram como resultado uma prevalência equivalente a de outras localidades, como explicou o acadêmico. “A literatura descreve que a prevalência da doença em pacientes portadores do vírus HIV varia entre 14% e 40%. O estudo mostrou como resultado positivo 14,8%, isso significa que das 27 amostras, quatro foram positivas. Essa taxa está de acordo com a prevalência desse tipo de doença em outras localidades”, explicou o acadêmico.
Neto informou que a doença causa desconforto e limitações físicas e ocupacionais frequentemente sérias. “Os efeitos psicológicos e emocionais que resultam dos aspectos clínicos da onicomicose são difundidos e têm um impacto significativo na qualidade de vida dos portadores de HIV”, destacou.
Para realizar o estudo, o universitário coletou e avaliou amostras de 27 pacientes atendidos no ambulatório da FMT. “O estudo foi realizado com pacientes HIV positivos, atendidos no ambulatório de dermatologia da Fundação, onde foram avaliados os aspectos clínicos da infecção. A proposta do nosso trabalho é oferecer um tratamento mais específico e adequado para o paciente, principalmente naqueles casos clinicamente evidentes, com exames micológicos constantemente negativos ou com detecção de fungos considerados contaminantes”, explicou Neto, durante a apresentação dos resultados da sua pesquisa em um evento científico realizado na última semana na FMT.
O estudante ainda explicou que as formas clínicas da onicomicose dependem do agente infectante. “Entre esses agentes destacam-se as leveduras, os dermatófitos e os fungos filamentosos não-dermatófitos. Os dermatófitos, considerados fungos parasitários que vivem na pele e unhas de humanos, são geralmente considerados os principais agentes causais da unicomicose, seguidos pelas leveduras, espécie de fungos unicelulares. Entretanto, a onicomicose causada por fungos filamentosos não dermatófitos tem se tornado cada vez mais frequente, daí a necessidade de uma constante avaliação destes pacientes”, finalizou.
Sobre a Onicomicose
A onicomicose é uma doença da unha causada por fungos. Esses fungos podem ser filamentosos chamados dermatófitos, Fungos Filamentosos Não-Dermatófitos (FFND) e leveduras como espécies de cândida. Para saber mais sobre a doença, clique aqui.
Sobre o Paic
Este programa consiste em apoiar, com recursos financeiros e bolsas institucionais, estudantes de graduação interessados no desenvolvimento de pesquisa em instituições públicas e privadas do Amazonas.
Rosilene Corrêa – Agência FAPEAM

Share this

0 Comment to "Estudo avalia infecções em portadores do vírus HIV"

Postar um comentário