12.12.12

Deputados aprovam casamento gay no Uruguai

 Fonte: veja.abril.com.br


Lei segue para o Senado, onde também deve passar, e entrar em vigor em 2013
Ativista faz manifestação a favor do casamento entre homossexuais em Montevidéu (Pablo Porciuncula/AFP)

 A Câmara dos Deputados do Uruguai aprovou nesta terça-feira por uma grande maioria o projeto de lei do casamento igualitário, que autoriza e equipara em nome, direitos e obrigações as uniões de casais homossexuais às celebradas entre heterossexuais. A lei foi aceita com 81 dos 87 votos possíveis depois que o projeto da Frente Ampla, que tem maioria na câmera baixa, alcançou o apoio de vários legisladores dos partidos opositores Nacional e Colorado.

A norma aprovada minutos após a meia-noite deverá ser ratificada pelo Senado, onde o governo também tem maioria, e depois promulgada pelo Executivo, o que pode acontecer no início de 2013. O projeto, que consta de 29 artigos, assinala expressamente que o Código Civil considerará como casamento "a união permanente entre duas pessoas do mesmo ou de diferente sexo", pelo que aos casais formados por dois homens ou duas mulheres serão aplicadas as mesmas normas que aos integrados por um homem e uma mulher.

"Esta lei alcança uma verdadeira igualdade entre todos os cidadãos e afirma essa igualdade, já que todos somos diversos e todos somos iguais diante dela", indicou o deputado da Frente Ampla Julio Bango, encarregado de apresentar o projeto.

O aspecto mais chamativo da nova norma será a regulamentação sobre a ordem dos sobrenomes dos filhos, o que afetará também os casais heterossexuais. Em vez de o sobrenome paterno ser colocado em primeiro lugar, a lei prevê a possibilidade de os casais heterossexuais optarem por qualquer ordem, assim como farão os homossexuais.

Críticas – Entre os críticos da iniciativa está a Igreja Católica uruguaia, segundo a qual a palavra "casamento" só pode referir-se à "união estável entre homem e mulher, capazes de ato conjugal com transmissão da vida e baseado no contrato de mútua pertinência", como indicou a igreja nos últimos dias.
Recentemente, o Uruguai aprovou outro projeto liberal, o que discriminaliza o aborto. Aprovada em outubro, a lei que premite a uruguaias interromper a gravidez entrou em vigor na semana passada.
(Com agência EFE)

Share this

0 Comment to "Deputados aprovam casamento gay no Uruguai"

Postar um comentário