5.4.13

Travesti de 60 anos que alugava casa a prostitutas é morta em Piracicaba

Fonte: g1.globo.com

Abelha foi assassinada por homens que se passaram por clientes do local. Vítima cedia quartos de uma pensão no bairro Verde há cerca de 30 anos.
A travesti Abelha foi morta dentro da pensão que gerenciava em Piracicaba (Foto: Thomaz Fernandes/G1)
A travesti conhecida como Abelha, dona há cerca de 30 anos de uma pensão usada para prostituição em Piracicaba (SP), foi assassinada com tiros na cabeça e no tórax na noite desta quinta-feira (4). A travesti, cujo nome de batismo era Adilson Felippe, tinha 60 anos e alugava quartos da residência, no bairro Verde, para profissionais do sexo também travestis.

Dois homens entraram na casa sob o pretexto de que fariam programas. Assim que identificaram Abelha, os dois sacaram pistolas e atiraram. Segundo uma das prostitutas que levou a dupla ao local, nada foi roubado. Também não houve agressão.
Crime ocorreu na noite desta quinta em casa
do bairro Verde (Foto: Thomaz Fernandes/G1)

"Eles estavam rondando a região há dois dias a pé e de carro. Nós os vimos junto com uma outra travesti que é cafetina daqui da cidade e rivalizava com a Abelha. Hoje (quinta) à noite nós também ouvimos ameaças vindas da rua", disse uma travesti que testemunhou o crime.

A perícia da Polícia Civil analisou a cena do crime, mas não confirmou o número de disparos. Uma outra prostituta, que se identificou como Veronique, estava no quarto ao lado e disse ter ouvido cinco tiros.
Veronique vive na casa há nove anos e contou que Abelha cobrava somente a hospedagem das prostitutas. "Ela não cobrava o programa de ninguém. A casa era somente uma pensão que usávamos para programa", disse. O caso será apurado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e a polícia ouvirá as testemunhas para identificar os autores do crime.

Segundo caso

No agosto do ano passado, a travesti Larissa, que trabalhava com Abelha, foi achada morta em Piracicaba. O caso até hoje não foi solucionado. Uma das testemunhas do crime também foi esfaqueada em setembro ao sair de uma boate gay da cidade

Share this

0 Comment to "Travesti de 60 anos que alugava casa a prostitutas é morta em Piracicaba"

Postar um comentário